• Qual receita você está procurando?

  • Feijão tropeiro – Lembranças com água na boca

    Chef Taico

    Receita: Feijão tropeiro.

    Tempo de preparo: 50 min | Serve 08 pessoas

    Ingredientes:
    • 500g de feijão mais velho. (o feijão de sua preferência). Deixe de molho de véspera.
    • 200g de lombinho defumado em cubos.
    • 200g de bacon picado.
    • 500g de linguiça calabresa defumada cortada em meia-lua.
    • 200g de farinha de mandioca.
    • 04 folhas de louro.
    • 02 colheres de sopa de banha de porco.
    • 02 cebolas grandes cortadas em meia-lua.
    • 02 dentes de alho picados.
    • Salsinha e cebolinha picadinhas.
    • Pimenta rosa esmagada.
    • Suco de limão rosa.
    • Sal e pimenta.

     

    Modo de preparo:
    1. Cozinhe o feijão com um pouco de sal e as folhas de louro por 10 minutos na panela de pressão. Ele deve ficar cozido, porém ainda firme.  Escorra deixando 1/3 do caldo e reserve.
    2. Frite o bacon em fogo baixo até ficar bem derretido, reserve.
    3. Doure o lombinho e a linguiça, reserve.
    4. Adicione a cebola, em seguida o alho e a pimenta rosa e doure sem murchar demais.
    5. Volte para a panela as carnes e adicione o suco do limão. Mexa bem.
    6. Junte o feijão, mexa bem e refogue por uns 5 minutos.
    7. Adicione a farinha aos poucos mexendo sempre até o ponto desejado.
    8. Coloque o bacon e bastante salsinha e cebolinha.
    9. Sirva em seguida.

    Crônica: Feijão tropeiro

     

      A fila é longa…

      Desloca-se lentamente pela trilha de terra batida, ora pedra, ora areia.

      Subindo, descendo, serpenteando por serras, morros e campinas.

      A tropa formada por burros, mulas e cavalos, vem carregada. No lombo bem arrumada na tralha uma variedade de produtos que sustentavam o avanço das fronteiras do Brasil central.

     Puxando a fila, o “Tropeiro”.

     Na casa da minha sogra sempre havia algum motivo para um bom almoço, mineiros da região de Alfenas em dias de festança a mineirice vinha à mesa.

     Cozinheira de mão cheia a Mary (apelido carinhoso de Maria), começava bem cedo os preparos. Os mais diversos ingredientes iam sendo descascados, lavados, cortados e principalmente, com muita calma refogados, cozidos, fritos e assados.

     Eu chegava mais cedo e ia direto pra cozinha. A Mary me olhava meio de lado, franzindo a testa como se fosse ficar brava, mas deixava escapar um leve sorriso no canto da boca.

    A exclamação de bom dia já se seguia uma levantação de tampas procurando um belisco. Já estava tudo por ali pré-preparado: linguiças, lombinho defumado, bacon, feijão cozido, couve picada, farinha de milho, cheiro verde. Tudo isto combinado com o cheiro de leitão no forno.

    E no “grand finale”, A gordura aquecida recebe os ingredientes, o encontro do feijão com as carnes e a farinha, dali para uma bela travessa, rodeados pela couve e enfeitados por torresmo vai a mesa o feijão tropeiro.

    Nas mãos da boa cozinheira próximo ao ano dois mil, a justa homenagem àquele que desbravando o Brasil fazia nas suas paradas este delicioso prato Nacional.


    + Lembranças:

     

    Arroz carreteiro – Lembranças com água na boca

    Frango caipira – Lembranças com água na boca

    Lembranças com água na boca – Sanduíche de pernil


     

    Conheça a Escola de Gastronomia do Chef Taico na internet: www.escoladocheftaico.com

    Acesse centenas de outras receitas no Blog do Chef Taico, todas com vídeo demonstrando o preparo + a receita escrita, clique aqui:

    Inscreva-se no nosso canal do youtube, e receba todas as novas receitas – clique aqui:

    Comments
    1. Maria de Lourdes | Responder
      • Chef Taico | Responder

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Banner Livros Digitais