Bife a Rolê – Lembranças com Água na Boca

Chef Taico

Receita: Bife a rolê

Tempo de preparo: 01h | Serve 04 pessoas

 

Ingredientes:

  • 06 bifes de coxão duro finos
  • 01 cenoura cortada em palitos grossos
  • 01 lingüiça defumada cortada em palitos grossos
  • 01 cebola cortada de comprido grossa
  • 100g de bacon
  • Alecrim
  • Sal e pimenta

 

Modo de preparo:

  1. Pique a parte mais gorda do bacon e coloque na panela em fogo baixo para derreter.
  2. Faça tirinhas com a carne do bacon
  3. Tempere os bifes com sal e pimenta
  4. Abra o bife e recheie com um pedaço de cenoura, um de cebola, um de bacon e lingüiça. Feche bem utilizando palitos
  5. Coloque o alecrim na gordura e em seguida os bifes recheados
  6. Vá fritando lentamente dourando todos os lados
  7. Adicione água aos poucos e cozinhe até que estejam macios, adicione água sempre que precisar
  8. Sirva com o molho que formar na panela


 

Patrocinador:

Logo Moveis Brasilia

 

Apoio:

Logo Visocenter fundo branco

 

Logo irmãos furuta

Logo Alho Mania png


Crônica: Brajola

Parece que o frio era mais frio.

Durante alguns meses o clima era realmente intenso. As baixas temperaturas imperavam durante muitos dias e vinham acompanhadas de chuva fina e muita neblina.

As calçadas feitas de grande quadrados de cimento formavam limo nas fissuras e derrubavam os mais incautos. Nos telhados, a cobertura era feita com telhas de barro feitas por cerâmicas aqui da beira do Tibagi o limo também era intenso.

A molecada não parava…

Escorregando nas calçadas, molhando os gorros na garoa, encharcando os calçados nas poças barrentas.

E de repente saindo do “fog”, criaturinhas apressadas com o nariz vermelho de frio deixam as roupas imundas do lado de fora e correm para um banho não tão quente dos velhos chuveiros elétricos.

De todos os cortes do boi, só o coxão tem a dureza no nome. Os animais eram grandes, cresciam e engordavam no pasto e aquele músculo de sustentação das coxas era enorme.

Sobre a tábua repousam enormes bifes bem avermelhados e contornados por uma grossa camada de gordura amarelinha. Numa seqüência são levemente batidos, temperados, recheados e espetados. No recheio que pode variar, tem lingüiça, cenoura, bacon, cebola, etc.

Na velha caçarola preta são fritos lentamente até que estejam dourados, porém ainda não estão macios. Pra amaciar vai precisar cozinhar. Água aos poucos até cobrir e borbulhar suavemente, encorpando, acastanhando e saborizando.

De pijama e toca de lã e pantufas nos pés, pego um pedaço de pão caseiro e xuxo no molho.

“Calma menino”.

E vem pro prato uma belíssima “brajola”, que na Itália foi bracciola e no Brasil é mais conhecida por bife a rolê.


+ Lembranças:

Lombo de panela – Lembranças com água na boca

Lagarto recheado – Lembranças com água na boca

Bisteca na chapa – Lembranças com água na boca


Conheça a Escola de Gastronomia do Chef Taico na internet: www.escoladocheftaico.com

Acesse centenas de outras receitas no Blog do Chef Taico, todas com vídeo demonstrando o preparo + a receita escrita, clique aqui:

Inscreva-se no nosso canal do youtube, e receba todas as novas receitas – clique aqui:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso básico de cozinha - clique aqui