Sobre o sumagre

Chef Taico
Sobre o Sumagre – vídeo explicativo:

Sobre o Sumagre:

 

Com folhas que assumem uma linda cor vermelha no outono, o sumagre é um arbusto altamente decorativo. Cresce como planta selvagem por todo o Oriente Médio.

Enquanto no Ocidente os cultivadores o consideram apenas ornamental, os cozinheiros do Líbano, Síria, Turquia e Irã têm em grande conta as espigas das brilhantes bagas vermelhas que ele produz.

Essas bagas, quando secas, têm cor vermelho-tijolo e são usadas, inteiras ou moídas, em um grande número de pratos.

As bagas são amargas, e têm sabor bastante adstringente e a acidez própria da fruta, mas sem a aspereza do vinagre ou do sumo de limão.

Foi usada pelos romanos antes de os limões terem chegado à Europa.

Misturada com iogurte e ervas aromáticas, faz um molho leve e refrescante, sendo atualmente uma especiaria pouco comum na cozinha européia, o sumagre é fácil de ser adquirido em

estabelecimentos especializados em produtos do Oriente Médio.

O sumagre é um dos ingredientes do zahtar, junto com sementes de gergelim torradas e tomilho moído, que pode ser espalhado sobre almôndegas de carne ou vegetais.

Misturado com azeite, pode ser servido com pão para aperitivo. Vai muito bem com peixe, salada, arroz, frango e pratos de carne.


+ Sugestões do Especial de ervas e especiarias:

 

Sobre o Coentro – vídeo explicativo:

Sobre o Coentro:

O Coentro é uma erva de origem mediterrânea.

Difundida por todo o mundo principalmente pelos colonizadores portugueses, hoje em dia faz parte dos mais variados cardápios.

É encontrada principalmente nas seguintes formas:

Coentro fresco – Recém-colhido, com talos e folhas de verde intenso, cheiro bastante característico e marcante é ingrediente de alguns pratos famosos em todo o mundo como, por exemplo: Guacamole (México), Ceviche (Peru), Caldeirada (Portugal), etc.

Coentro em sementes – Com cheiro mais delicado e sabor suave é bastante utilizado em composições de caldos e cozidos.


Sobre o Alecrim – vídeo explicativo:

Sobre o Alecrim:

De origem mediterrânea, esta planta arbustiva conquistou os paladares do mundo inteiro por suas características gastronômicas que proporcionam sabor e aroma aos mais diversos preparos.

Pode ser encontrado fresco ou seco.

Fresco – Encontrado em ramos com as folhas em um tom verde escuro intenso. Aroma intenso e agridoce, o sabor pode ser muito forte dependendo da utilização por isto devemos evitar cocção lenta por imersão.

Deve ser usado principalmente em assados e grelhados ou finalização de pratos cozidos como aromatizante.

Seco – Encontrado em folhas, com tom verde acinzentado faz parte das principais combinações de ervas aromáticas como o bouquet guarni, italian herbs, caril, entre outros.

Deve ser utilizado para dar sabor e aroma a pratos de cocção mais lenta.


Acesse centenas de outras receitas no Blog do Chef Taico, todas com vídeo demonstrando o preparo + a receita escrita, clique aqui:

Inscreva-se no nosso canal do youtube, e receba todas as novas receitas – clique aqui:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba a receita no messenger