Canja – Lembranças com água na boca

Chef Tai

Receita: Canja de galinha

Tempo de preparo: 01h | Serve 06 pessoas

 

Ingredientes:
  • 01 frango cortado nas juntas.
  • 01 colher de sopa de banha de porco.
  • 01 cenoura em cubinhos.
  • 01 cebola em cubinhos.
  • 02 batatas em cubinhos.
  • 01 tomate em cubinhos.
  • 01 dente de alho picado.
  • 300g de arroz.
  • 02 folhas de louro.
  • 01 limão.
  • Azeite, sal e pimenta.

 

Modo de preparo:
  1. Limpe o frango retirando todos os resquícios de pena.
  2. Esfregue o limão no frango e deixe marinar por meia hora.
  3. Lave o frango e tempere com pouco sal e pouca pimenta.
  4. Derreta a banha de porco e refogue o frango até dourar levemente.
  5. Adicione a cebola, o tomate, a cenoura, o tomate e o alho.
  6. Refogue novamente até que os ingredientes estejam murchos, mexendo sempre para não queimar.
  7. Adicione 200 ml de água e aguarde secar.
  8. Junte o arroz e a batata e mexa bem.
  9. Adicione 02 litros de água e cozinhe até o arroz começar a quebrar.
  10. Sirva com salsinha picada.

Patrocinador:

Logo Moveis Brasilia

 

Apoio:

Logo Visocenter fundo branco

 

Logo Espaço do Chef

 

Logo irmãos furuta

 

Logo Onix

Logo Alho Mania png


Crônica: É canja…

 

Sou de um tempo em que dizer que alguma tarefa seria “uma canja”, significava que aquilo seria muito fácil.

O coro da torcida muitas vezes dizia: “É canja de galinha arruma outro time pra jogar na nossa linha”.

Vamos trazer então esta canja para o seu verdadeiro significado; Um bom prato composto de alimentos muito saborosos, que pode ser feito rapidamente, sendo restaurador, saboroso e barato.

Meu avô Álvaro, pai da minha mãe, homem de muita prudência, desprendimento e muitos ditados, adorava uma boa canja.

Alimento saudável para uma noite tranquila…

O grande segredo estava em retirar dos ingredientes o máximo de sabor, fazendo um caldo muito saboroso para o arroz absorver crescendo até quebrar de cozido facilitando a digestão.

Tudo deve ser muito bem refogado fazendo suar sua essência na panela, mas sem sapecar nada para evitar pontinhos tostados no caldo.

Então a água entra no preparo e cozinha tudo muito bem fazendo a carne soltar dos ossos.

Sabedoria culinária, herança bendita da minha avó para minha mãe que com que com a generosidade das grandes cozinheiras nos serviam esta refeição deliciosa nas mais diversas ocasiões.

Uma tarde mais fria, um resfriado, uma visita surpresa, ou simplesmente o paladar saudoso, salivando, como fica até hoje: doido de vontade de tomar uma boa canja de galinha.


+ Lembranças:

 

Curau e pé de moleque – Lembranças com água na boca

Polenta com molho de linguiça – Lembranças com água na boca

Frango caipira – Lembranças com água na boca


 

Conheça a Escola de Gastronomia do Chef Taico na internet: www.escoladocheftaico.com

Acesse centenas de outras receitas no Blog do Chef Taico, todas com vídeo demonstrando o preparo + a receita escrita, clique aqui:

Inscreva-se no nosso canal do youtube, e receba todas as novas receitas – clique aqui:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *