Abobrinha Recheada – Lembranças com Água no Boca

Chef Taico

Receita: Abobrinha recheada

Tempo de preparo: 01:30h | Serve 06 pessoas

 

Ingredientes:

  1. 04 abobrinhas tipo Itália
  2. 01 limão
  3. 02 dentes de alho picados
  4. 400g de carne moída
  5. 02 pães torrados
  6. 02 tomates sem sementes picados
  7. 02 cebolas picadas
  8. Salsinha, cebolinha, manjericão
  9. 200g de mussarela em cubinhos
  10. 200g de bacon picado
  11. Sal, azeite e pimenta

 

Modo de preparo:

  1. Retire a ponta da abobrinha e com uma colher cave retirando toda a parte das sementes. Esfregue limão e reserve.
  2. Refogue o bacon com um pouco de azeite e uma colher de banha.
  3. Assim que dourar junte a cebola e o alho e refogue até murchar. Coloque a carne e tempere com sal e pimenta, refogue mexendo por 5 minutos. Junte os tomates e o pão e misture bem até que o pão amoleça.
  4. Aguarde esfriar e coloque o queijo e as ervas frescas  e misture bem.
  5. Coloque o recheio na abobrinha apertando bem, prenda a tampa com palitos.
  6. Arrume em um refratário e coloque bastante azeite sobre as abobrinhas.
  7. Leve ao forno até que as abobrinhas estejam macias e levemente douradas.

Curso básico de cozinha - clique aqui



Crônica: Convincente

 

Não era tarefa das mais fáceis…

Entre pitos, castigos e às vezes uma orelha avermelhada que curava qualquer birra, quando à mesa não podíamos escolher.

Os pratos eram servidos e devíamos consumir seu conteúdo até o fim sem maiores questionamentos…

Apenas para que soubéssemos do que se tratava depois de todos instalados em seus lugares havia uma explicação rápida sobre o produto e seus benefícios.

Eu que sempre tive “boca boa”, consumia com prazer e muito apetite as iguarias preparadas por minha mãe ou minha avó.

Aliás, foi minha avó quem me ensinou: “Toda comida tem seu ponto”, e no ponto correto tudo ficava muito bom.

E como variavam os pontos: crocante, macio, AL dente, sequinho, mal passado, torradinho, soltinho, derretendo e por aí afora…

Mas, havia aqueles que sofriam e muito. Engasgavam, choravam, emburravam e emudeciam por horas na cadeira com o prato na frente.

Graças a eles as cozinheiras ficavam muito mais criativas, pois seu amor e generosidade não permitiam que fossem algozes todos os dias.   

Bendito o recheio.

Variava muito: queijos, lingüiças, presunto, carne moída, sobras de pão, ervas, arroz, cebolas, alho, tomates e muitos outros temperos e ingredientes que bem misturados, refogados e ponderadamente temperados ficavam deliciosos.

Desta forma recheavam os mais diversos legumes: berinjelas, pimentões, folhas de repolho e com maior freqüência as abobrinhas pela sua fartura.

Bem recheadas, regadas com azeite e douradas ao forno, vinham ao prato fatiadas, com o queijo derretendo e as ervas perfumando e assim agradavam aos mais exigentes paladares e acalmando a refeição.

Mãos maravilhosas, Santa competência, pratos convincentes.


+ Lembranças:

 

IMG_5072 - Batata Gratinada

Frango Assado em pedaços

Bolo de Carne


Conheça a Escola de Gastronomia do Chef Taico na internet: www.escoladocheftaico.com

Acesse centenas de outras receitas no Blog do Chef Taico, todas com vídeo demonstrando o preparo + a receita escrita, clique aqui:

Inscreva-se no nosso canal do youtube, e receba todas as novas receitas – clique aqui:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso básico de cozinha - clique aqui